Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

MADELEINE

As buscas no perímetro de 15 quilómetros para encontrar a menina inglesa, Madeleine McCann, foram suspensas esta manhã, segundo fonte da GNR. Madeleine desapareceu de um aldeamento turístico na Praia da Luz, em Lagos.



Segundo fonte da GNR, continuam 20 militares da GNR a trabalhar no terreno. Até ao momento, foram objecto de busca mais de 200 quilómetros quadrados. Com a sua curiosidade inata, o Inspector do Alfinete, Olegário Bigodes, decidiu entrar no site da GNR. Assim de caras não deu com nada referente ao caso, muito menos a pessoas desaparecidas (sim, porque a Madeleine não é caso único em Portugal). Não convencido decidiu utilizar a pesquisa do site! Começou por pesquisar por "pessoas", apresentando o resultado "pessoas desaparecidas". Clicou no link e apareceu esta maravilhosa imagem:




Mas Olegário Bigodes é persistente e decidiu voltar à pesquisa do site da GNR e pesquisar por "pessoas desaparecidas" e eis que aparece a mensagem "Nada foi encontrado. Procure outra vez". Com certeza, que esta mensagem é para as autoridades que nada encontraram e que não é má ideia continuarem a procurar.



Olegário é mais teimoso que uma burra, como tal depois de ter pesquisado por "pessoas desaparecidas" e não ter encontrado nada, decidiu repetir a primeira pesquisa, a qual tinha retornado resultados, e voltou a pesquisar por "pessoas". Para seu espanto, voltou a retornar a mensagem para as autoridades "Nada foi encontrado. Procure outra vez". Muito bem, estamos no bom caminho!

Bigodes, já com os pêlos em chamas, decidiu recorrer ao site da PJ, na esperança de encontrar algo mais. Efectivamente na barra lateral  da homepage, encontra-se um link para as Pessoas Desaparecidas. Logo à cabeça encontramos a pequena Madeleine, como podem ver:



Ainda ontem desapareceu um jovem de 14 anos da sua casa em Rio de Mouro (na altura que o post foi feito ainda não se sabia a informação que o jovem entretanto apareceu e fez o seu próprio rapto, assim no formato, faça você mesmo...no fundo, o rapaz é um empreendedor!), que se desconfia tratar de rapto, no entanto, não vi qualquer referência na página da PJ, nem nas primeiras páginas dos principais jornais (media), nem na internet...que hoje em dia são os meios de divulgação por excelência!

Olegário reparou, do alto dos seus bigodes, que no entanto havia muitas mais crianças desaparecidas (como podem ver na imagem de cima), que nunca receberam o apoio que uma criança inglesa que desaparece de um aldeamento turístico está a receber. Como por exemplo, o caso da Rita Slof de Monteiro, que está na sua memória bem visível, pela quantidade de mails que fez circular...isso sim, é spam útil!

Bigodes, ficou abismado com a quantidade de pessoas desaparecidas e com a falta de informação referente a alguns desaparecimento, que eventualmente se deve, à data do desaparecimento, o sistema de queixas da PJ ser muito insuficiente.

Ao desligar o seu laptop, ficou na dúvida, se em vez de Madeleine, fosse uma Madalena, que não era inglesa, nem estava num aldeamento turístico, se receberia tanto apoio dos media e das Autoridades Portuguesas.

Independentemente de tudo isto, esperamos que a Maddie apareça. Caso tenham alguma informação sobre esta menina, contactem os seguintes números: 289 884 500, 282 405 400, 218 641 000 e 112. Se por acaso visitarem a página das pessoas desaparecidas e souberem alguma informação sobre as outras pessoas, contactem a PJ.

Visto que estas pessoas, eventualmente poderão estar no estrangeiro, seria boa ideia ter a página em inglês (pelo menos). Espera aí, mas a página da PJ tem a opção de trocar para inglês. Vamos clicar:



Temos dito.
Ass: Mercador e Grizo
sinto-me: Perdido
música: Wolverine - Hiding
pregado por Alfinete de Peito às 10:32

link da posta | Espeta um comentário | Junta-o aos melhores!
|
18 comentários:
De suse a 11 de Maio de 2007 às 11:48
Muitooo bom!!! Trabalho de pesquisa mto bem efectuado e bem captado! Realmente os sites de qualquer instituição do Governo são uma lástima em termos de conteúdos, usabilidade/navegabilidade e layout.

Afinal, onde andam os bons designers e engenheiros informáticos do nosso país? Concerteza a traablharem para alguma empresa que lhes dê melhores condições que o Estado!!

Tenham vergonha na cara, caros políticps, e vejam se fazem alguma coisa de útil em termos de informação na Internet, que é afinal o meio de comunicação privilegiado por todos agora e no futuro!
De Alfinete de Peito a 11 de Maio de 2007 às 15:18
Suse,

Muito obrigado! Efectivamente os sites governamentais são bastante fracos e nad user friendly, mesmo o do MAI até não está muito mal, até já têm blog.

Com tanta funcionário público, não há ninguém para actualizar esses conteúdos. Enfim...

Beijinhos. Temos dito.
De alexandre a 11 de Maio de 2007 às 18:37
como a suse disse, mto bom trabalho k vcs fizeram. Gostei expecialmente quando vcs foram a página em inglês, aí vê-se bem como as coisas sao. Na minha opiniao a rapariga ja está a milhas daqui e acho desnecessario este alarido que a PJ está a fazer. Moro em portimao e lá de vez em quando ouve-se um helicopetro, passado uns minutos, ouve-se outro...e tem sido assim nos ultimos dias, vá-la k eles ja pararam com esta cena dos helis.
De Alfinete de Peito a 11 de Maio de 2007 às 23:06
Muito obrigado Alexandre.

Efectivamente é nosso hábito fazer uma certa investigação...infelizmente não ficámos surpreendidos, porque já estamos habituados!

Os helis vão parar e na altura que era preciso actuar ficamos a coçar os tomates. Mas sinceramente, que pais é que deixam 3 meninos sozinhos! E em vez de rapto, tivesse sido um fogo!

Abraço. Temos dito.
De conguinho a 12 de Maio de 2007 às 13:06
Alfinetes adorei o post.
Acho todo este protagonismo daod ao caso Madeleine propositado, oportuno e correcto só que a questão do se se chamasse Madalena teria direito ao meesmo fica e marca.
Os sites publicos ainda tem muita falta d einformação mas estão a melhor começamos a ter bons sites publicos em funcionamento e exemplos. Veja-se o caso do site das finanças, da segurança social entre outros. Tem é de estar sempre a melhorar.
Beijokas e bom fim de semana :)
De Alfinete de Peito a 12 de Maio de 2007 às 22:45
Querida Conguinho,

Muito obrigado, ainda bem que gostaste! Os sites governamentais têm sofrido muita melhoras, mas confesso que ainda têm um longo caminho pela frente e é pena arrancarem tão tarde, como muita coisa (não tudo, porque até somos pioneiros em muito).

Beijinhos e bom fds.
Temos dito.
De Peter15 a 12 de Maio de 2007 às 18:41
É a primeira vez que visito o v/blog, nesta versão. Não fazia sentido ter-vos nos n/links e não vos visitar. Sabem como é: metemo-nos no "quintal" e dali não saímos.
Chocou-me profundamente o facto. Mas, é como dizes, a miúda é inglesa e "santos de casa não fazem milagres". Daí a diferença de tratamento ...
Não é?
De Alfinete de Peito a 12 de Maio de 2007 às 22:48
Caro Peter,

Efectivamente, tens que visitar estes teus amigos com mais frequência.

Creio que a diferença de tratamento se deve em parte por pressões governamentais...mas quando arrancam tardiamento e com pais irresponsáveis, torna-se mais difícil.

Abraço. Temos dito.
De dottoratoamilano a 12 de Maio de 2007 às 20:41
Concordo com a maior parte do que está no post, mas acho desnecessário usar o "nem estava num aldeamento turístico", denoto alguma espécie de preconceito contra estrangeiro ricaço que vem para cá? Ah, e já agora, só no site da PJ é que se podia encontrar a informação que procurou, já que a GNR nada tem a ver com estes casos. De resto, no site pessoas desaparecidas (que tb já tinha ido visitar, destaco um... "foto não disponível" :P
Finalizando, e dado que a PJ actua assim poque está sobre pressão (pela com. social inglesa), cabe-nos a nós como sociedade a missão de fazer o mesmo pressing em todos os casos a partir de agora (que tal). Pode ser que resulte e que se comece a tomar atenção a todos os casos por igual.
De Alfinete de Peito a 12 de Maio de 2007 às 22:55
Caro dottorato a milano,

Não temos qualquer tipo de preconceito contra estrangeiro ricaço que vem para cá, até acho que deviam vir bastantes mais...são uma importante fonte de receita do nosso País. Prefiro que venha gastar no nosso canto à bera mar plantado, do que o vão fazer para Espanha.

A GNR efectivamente tem a ver com estes casos, visto que foram eles que investigaram o desaparecimento da Maddie, é uma questão de verificares melhor as notícias.

Obviamente que a PJ deve estar a receber imensão pressão externa, a qual ainda tem aumentado com a "ajudinha" dos media. Concordo plenamente contigo que a nós, enquanto sociedade, temos a missão de fazer pressing para todos os casos daqui para a frente, sem esquecer o passado e aumentado a abrangência.

Abraço. Temos dito.

De LFM a 14 de Maio de 2007 às 13:35
No passado dia 7 desapareceu mais uma criança e a MERDA dos nossos órgãos de comunicação social nada disseram.
Infelizmente a prova de que necessitávamos para ver que há muitas diferenças entre o ALLgarve dos Ingleses e o POORtimão dos portugueses...
De Alfinete de Peito a 14 de Maio de 2007 às 16:05
Infelizmente não sabia do desaparecimento da Inês, mas a Inês não é Inglesa, logo não tem o Beckham, nem o Ronaldo a pedirem esforços para a encontrarem!

Temos dito.
De Antónimo a 14 de Maio de 2007 às 16:18
Excelente trabalho de pesquisa...
Como mãe, não consigo ter palavras para descrever o que esta notícia me faz sentir, provavelmente, tenho medo e prefiro nem pensar.
As nossas autoridades têm que fazer tudo para encontrá-la e encontrar todas as criaças vitimas do mesmo crime. É verdade que em Portugal parece que não um bom aproveitamento dos meios que detêm, é pena...
Sinceramente espero que a pequena Maddie apareça sã e salva.
Desabafo de mãe, triste e com medo
De Nini a 14 de Maio de 2007 às 16:19
Excelente trabalho de pesquisa...
Como mãe, não consigo ter palavras para descrever o que esta notícia me faz sentir, provavelmente, tenho medo e prefiro nem pensar.
As nossas autoridades têm que fazer tudo para encontrá-la e encontrar todas as criaças vitimas do mesmo crime. É verdade que em Portugal parece que não um bom aproveitamento dos meios que detêm, é pena...
Sinceramente espero que a pequena Maddie apareça sã e salva.
Desabafo de mãe, triste e com medo
De Alfinete de Peito a 14 de Maio de 2007 às 17:47
Querida Nini,

Obrigado. As nossas autoridades devem é ter um arranque mais rápido nos 100 metros, para não termos que fazer uma maratona!

Qualquer Pai deve recear esta situação, que pode ser minimizada não deixando as crianças em casa sozinhas num rés-do-chão com uma janela aberta!

Beijinhos. Temos dito.
De Nini a 14 de Maio de 2007 às 19:36
Tá giro está, mas as vezes até fazia jeito, (vá vou eu ir procurar no baú as minhas algemas!)
De Alfinete de Peito a 15 de Maio de 2007 às 10:06
Só mesmo assim...ontem fiquei a saber de mais uns casos em que a polícia não se mexeu, mas não acho que neste deva ser de nenhuma maneira o bode expiatório! De qualquer maneira o "prós e contras" de ontem foi muito interessante!

Temos dito.

Espeta-o

Contacta o Alfinete

Mail: blogalfinetedepeito arroba sapo ponto pt
Msg: alfinetedepeito arroba gmail ponto com
RSS: RSS do alfinete

Google Reader or Homepage
Subscribe in NewsGator Online
Add to Technorati Favorites!
Get RSS Buttons
online

tags

todas as tags

Pesquisa no Alfinete

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Achtung!

Todo e qualquer conteúdo deste blog é fictício, até os seus criadores.

Descubra os Alfinetes!

GRIZO
Delírios verborreicos e silêncios criativos. Adoro ver em ângulo morto e desmontar maratonas de 500 metros. Tenho dito.

MERCADOR
O meu passatempo favorito é fazer omoletas sem ovos. Adoro e ao mesmo tempo odeio pessoas. Gosto de olhar e ver e de pôr a minhoca de molho. Tenho dito.

TOBIAS
Diagnosticado, com pensamento abstracto, possuo também inteligência, humor e acima de tudo beleza (para compensar a ausência nos restantes). Tenho dito.

Amigos do Peito

Alfinetes no Palheiro