Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

ARRIBA ESPAÑA…OLÉ!!!

O Alfinete de Peito descobriu recentemente a mais reveladora de todas as revelações. Não! Não é a verdadeira idade do Márocas Sónares, mas sim o plano para restaurar a soberania Espanhola em Portugal. De acordo com as informações obtidas pelo nosso repórter, Javier Rámon, estrategicamente disfarçado de Coroa Real, prevê-se que no dia 1 de Dezembro de 2005 este novo território Espanhol à beira mar plantado, será oferta do Rei Juanito à sua neta Leonorzita.

Ao que parece tudo está relacionado com a TVI, sendo que o início deste audacioso plano terá lugar aquando do lançamento no mercado nacional da sua nova telenovela denominada “A Bomba” (entretanto já mudou de título para “Dei-te Quase Tudo”, porque o anterior título era considerado bombástico demais). Trata-se de uma grande conspiração que conta também com a criação de uma nova banda na telenovela de sucesso: “Morangos com Adoçante”.

Esta nova banda, composta de elementos com vozes agonizantes e com poderosos instrumentos ultra-sónicos, chamar-se-á “Marquês de Pombal” e será lançada com o pretexto de comemorar os 250 anos do terramoto de 1755. O furor à volta desta nova Bois Band é tal, que mesmo antes de estar nas prateleiras das lojas o disco já atingiu a fasquia de disco D’oiro como podemos observar.


Certamente terão o mesmo sucesso que os “Sobremesa”, a primeira aposta da TVI no lançamento de novos equídios que cantam no panorama musical português. Há quem diga que João Garden, está envolvido no assunto, visto que procura insistentemente a independência da Madeira. No entanto com a proposta do rei Juanito, João Garden já sonha em transformar a Madeira na próxima Ibiza, só que com um carnaval mais animado.

A compra do canal televisivo por parte de empresários espanhóis foi apenas o primeiro passo do plano. Afinal de contas é o canal com mais audiências e que toda a gente comenta, mesmo não vendo. É que mesmo as pessoas que afirmam não ver a TVI estão a par dos mais recentes desenvolvimentos nos “Morangos com Adoçante” e na “ Companhia”.

Devido aos recentes desenvolvimentos militares no Afeganistão, as forças nacionais viram-se gravemente reduzidas a dois submarinos em projecto e a um pelotão de promissores recrutas na “1ª companhia”, que são agentes duplos a mando do Reino de Espanha com o objectivo de destruir as poucas forças de defesa que nos restam. Como se isso fosse realmente necessário para se apoderarem de Portugal!!

Triste fado o nosso. Porém, o Alfinete de Peito vê esta mudança com optimismo. Será uma forma de atribuir os erros a alguém estrangeiro, ao invés de culpar sempre os mesmos.

Factos Reais: O Utente Português paga o dobro do espanhol quando compra os genéricos mais vendidos, mas o preço mais baixo não garante o sucesso em Espanha, que ao contrário da quota de mercado Portuguesa (12,4%), apenas detêm (7,5%) no mercado Espanhol. Ao fim de semana é ver os Tugas em Badajoz a fazer crescer a economia Espanhol e a esticar o seu ordenado, visto que os produtos de primeira necessidade são na sua maioria mais baratos em Espanha. Engraçado é também como têm a maioria dos produtos ao mesmo preço ou mais baratos e auferem, arredondando, cerca de 2 vezes mais que nós para as mesmas funções. A deslocalização das sedes de empresas Portuguesas para Espanha ronda as 30 por mês, porque diminuem os seus custos fixos.

Pensamento do dia: Com isto não queremos dizer que tudo em Portugal é mau, porque não o é, ainda vamos a tempo de tornar Portugal mais competitivo e apelativo ao investimento. Isso implica acima de tudo uma re-educação do Tuga. A verdade é que com um ano de avanço em relação à democracia, Portugal foi já ultrapassado pelos “Nuestros Hermanos” nos mais diversos domínios. Espanha é hoje uma potência económica e símbolo de mudança social, onde casamentos do mesmo sexo convivem com touradas e onde déficit é uma palavra portuguesa. Devemos pôr os olhos nos bons exemplos.

Temos dito.

Ass: Teodoro feat. Grizo e Mercador

pregado por Alfinete de Peito às 14:26

link da posta | Espeta um comentário | Junta-o aos melhores!
|
14 comentários:
De sonhos sonhados a 21 de Novembro de 2005 às 15:19
Teodoro Feat

gostei de ler...
nem tudo é mau em Portugal!

...tens razão
...e...
espero,
que muito mais se faça,
para podermos reverter
esta crise.

jinhux létinha.

*não esquecendo...
.............."Tu"
também és uma das
"bonas cosas positivas Portucalensis".

jinhux létinha.
De Ana a 21 de Novembro de 2005 às 17:57
É pá, numa coisa somos melhores que eles: no futebol! Quer dizer... aaa... pensando no último Barça-Real Madrid e nas últimas jornadas portuguesas, com golos-fantasma, roubos, dívidas e mais dívidas, acho que até isso mudou... Aaaaaahhh!!!
Ainda no outro dia vi numa reportagem um luso-espanhol da grande aldeia de Olivença a dizer que bom, bom era Portugal e Espanha serem um único país... Mas... esperem lá... já não somos? Parecia mesmo, pá...

E sim, confesso, vejo os "Morangos-com uma-substância-doce-que-se extrai-da-cana-sacarina"...:P
De sotavento a 21 de Novembro de 2005 às 19:56
Vim agradecer e retribuir a visita - gostei das alfinetadas!... ;)
De Su a 21 de Novembro de 2005 às 20:00
gostei de ler...
deficit é mesmo uma palavra pt:))))
jocas maradas
De Vera Cymbron a 21 de Novembro de 2005 às 20:57
O teodoro está a evoluir...gostei bastante meninos! Olha, vou mandar-vos as fotos um dia destes. Estou sem net, vim hoje ver se postava alguma coisa que tenho no bau da viagem...espero que gostem.
Jinhos
De TMara a 22 de Novembro de 2005 às 07:58
olhem lá, essa tal de1ªcompanhia não serão já os "avançados" (n/ sei a teminologia)deles espanholes, perscrutando o terreno? É k já quase tudo é espanholês (o k se come, a gestão de muitas grandes empresas, a maioria do grande comércio...). Gosto da palavra Portugal e portuguesa, mas-....bem vistas as coisas não sei não..Bjocas
De Nilson a 22 de Novembro de 2005 às 08:00
Se eles têm um PIB per capita que é quase o dobro do nosso é muito natural que vivam muito melhor que nós.
Abraço
De Ricardo a 22 de Novembro de 2005 às 10:15
é versade sim sr.... os nuestros hermanos conseguem dar a volta por sima de uma maneira impressinante em muitos aspectos... veja-se por exemplo a agricultura, é impressionante a forma como a gerem e conseguem obter rendimentos.... realmente nós Portugueses ainda temos muito a aprender,,, mas tb devemos "agradecer" esta situação às classes políticas... ao fim ao cabo são eles q "governam" e "conduzem" o país desta forma... vá-se lá entender esta gente.... Enfim, mas o nosso país até é muito cool .. eu gosto do nosso cantinho à beira mar plantado.... ;-)
De UnaRagazza a 22 de Novembro de 2005 às 12:40
LoL Bombástico mesmo!
Realmente é muito injusto quando se comparam os preços e salários nacionais com outros países. É ridículo como as pessoas conseguem sobreviver com tão pouco dinheiro... (muitas vezes à custa de créditos e endividamentos que mais tarde não conseguem dar resposta) lamentável.
De gato_escaldado a 22 de Novembro de 2005 às 15:38
quando retiro uma moeda da algibeira vejo (quase) sempre a efígie do "juanito". a invasão está em curso. abraços.

Espeta-o

Contacta o Alfinete

Mail: blogalfinetedepeito arroba sapo ponto pt
Msg: alfinetedepeito arroba gmail ponto com
RSS: RSS do alfinete

Google Reader or Homepage
Subscribe in NewsGator Online
Add to Technorati Favorites!
Get RSS Buttons
online

tags

todas as tags

Pesquisa no Alfinete

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Achtung!

Todo e qualquer conteúdo deste blog é fictício, até os seus criadores.

Descubra os Alfinetes!

GRIZO
Delírios verborreicos e silêncios criativos. Adoro ver em ângulo morto e desmontar maratonas de 500 metros. Tenho dito.

MERCADOR
O meu passatempo favorito é fazer omoletas sem ovos. Adoro e ao mesmo tempo odeio pessoas. Gosto de olhar e ver e de pôr a minhoca de molho. Tenho dito.

TOBIAS
Diagnosticado, com pensamento abstracto, possuo também inteligência, humor e acima de tudo beleza (para compensar a ausência nos restantes). Tenho dito.

Amigos do Peito

Alfinetes no Palheiro