Domingo, 19 de Fevereiro de 2006

BDSM (Beijinhos Doces e Sugos de Morango)

O Alfinete de Peito infiltrou-se na Convenção Nacional de BDSM, “Espanca-mos 2006”. Ao longo das mais diversas palestras, tivemos oportunidade de aprofundar os nossos conhecimentos, mais especificamente na “Malhação” para avançados, “Quanto mais me bates, mais gosto de ti” para masos e “Latex ou Ganga – a dúvida inicial”, para novatos.

Ficámos sentados ao lado de um casal muito sui generis, Víctor Dildo e Victória Bondage, com os quais tivemos o prazer de confraternizar enquanto eramos amarrados. Dildo é Presidente de uma Junta de Freguesia, 42 anos, machão e switcher, gosta de dar ordens, mas não perde um bom tau tau. Por ser lado, Bondage é secretária de um Presidente de uma Junta de Freguesia, 30 anos, MBA em Shibari, Maso da parte do Pai e Sado da parte da Mãe. Ei-los de Perfil:

Depois de uma troca de contactos, este simpático e afável casal deixou que o Alfinete de Peito os entrevistasse. Para tal, a nossa repórter “Mistress Alfinete” acompanhou-os ao longo de um dia:

Sábado, 4 de Fevereiro de 2006

11 h – Bondage acorda e num acto de carinho resolve ir preparar o pequeno-almoço ao seu querido. Ao chegar ao quarto não resiste a lhe fazer um miminho, partindo-lhe o tabuleiro nos dentes.

11.15 h - Dildo ainda a sangrar do canino desloca-se à casa de banho para espancar o sangue com álcool. Entretanto Bondage vai fazendo uns alongamentos para a sua ginástica matinal. Quando Victor regressa, eis que começa o exercício

12 h – Após 45 minutos de carinhos e palmadinhas de amor , vestem-se a rigor com calças e vestidos de cabedal e látex para o almoço. O restaurante eleito é o “Faz Força que eu Gemo” na Baixa Lisboeta, que estes nos confessaram ter sido contruída pelo Marques de Sade, aquando do terramoto “Simara”.

12.40 h – Quando chegaram ao restaurante, já os aguardavam os seus amigos de longa data, Manuel Sach e Conceição Masoch. Da ementa do dia constavam os seguintes petiscos: como entrada um delicioso pontapé nos genitais com bota de látex e biqueira de aço; para prato principal, Shibari regado com cera de velas acabadinhas de acender; e para arrematar este manjar dos demónios uma agressão verbal gratuita (oferta da casa) com molho vinagrete.

14.30 h – Já de regresso a casa, Dildo provoca ostensivamente um transeunte, elogiando-o ao afirmar que ele era Filho de uma Grande Meretriz S&M. Com esta atitude pretendia que o pacato cidadão o agredisse com um cajado, algo que não se veio a verificar. Bondage, no entanto, não perdeu a oportunidade para sacar do travão de mão, fazendo com que Dildo (que ia sem cinto) abrisse a testa no volante.

17 h – Para relaxar, Victor e Victória decidem brincar aos médicos. Como tal, Dildo, que antes de virar político trabalhou um ano como talhante, sacou do seu kit de primeiros socorros, composto por algemas, halibut, agulhas hipodérmicas, bisturi, chibata, termómetro e compressas.

Este casal é danado para a brincadeira, sente-se o amor no ar…

18.30 h – Hora do Lanche. Ainda enfartados do almoço, decidem optar por um chá com umas bolachadas na cara. Neste momento, Victória confessou-nos que o marido era um esposo submisso, que lhe fazia as vontades todas e que a mimava muito. No fundo, um maso manso.

19.15 h – Após um aconchego do estômago, Dildo e Bondage entram numa onda de carinho mútuo, momento em que nos apercebemos que realmente eram pessoas preocupadas com o ambiente, visto usarem um massajador facial com pilhas recarregáveis, que quando gastas despejam sempre no Pilão.

20.15 h – Dildo visivelmente ensonado, tira um bocadinho para fazer uma sesta no seu colchão de pregos. Entretanto Victória vai relaxar um pouco para o seu estúdio, onde decidiu pintar um quadro dedicado à equipa do Alfinete de Peito. Confessou-nos que desde miúda que gosta de pintar, pois não resiste a ver um pincel sem segurá-lo, e borrar a tela toda.

21:00:15s – Hora de jantar. Victor, cheio de fome, dirige-se à cozinha para ver o que há para trincar. Bondage, numa jogada de antecipação, já o esperava junto ao frigorífico, ávida por atingi-lo com dois hamburgers. Ainda congelados, claro.

21:00:17 s – Zás, em cheio nas fontes!!

22 h – Já confortados, Dildo e Victória aprontam-se para uma noite em grande. São frequentadores habituais do clube de swing “Doces Torturas”, afirmando serem grandes apreciadores de danças de salão.

2h – Acabam a noite a fazer “O Amor”. Para este casal, a segurança é um aspecto primordial! Como tal, relações sexuais só num colchão de latéx

Factos Reais:

Sadomasoquismo – Expressão que nasceu através da contracção dos nomes de Marquês de Sade e de Leopold de Sach-Masoch. Esta prática está ligada à dor, os sádicos obtêm prazer em provocá-la, e os masoquistas têm prazer em senti-la.

BDSM (Bondage, Dominação e Sadomasoquismo) – Conjunto de práticas como humilhação, privação sensorial e de movimentos, tortura, submissão/dominação, entre outras, utilizadas entre dois ou mais parceiros, de confiança e acordo mútuos entre os intervenientes, e que podem variar quanto à sua intensidade. É frequente a utilização de uma safeword, que quando pronunciada implica a interrupção da prática.

Shibari - Arte Japonesa de inspiração nos Samurais, na qual são utilizadas cordas para amarrar, suspender e torturar sexualmente o(a) escravo(a).

- O BDSM já não é considerado um perturbação sexual (ou Parafilia), excepto quando o indivíduo concretiza as suas fantasias e impulsos sexuais sobre alguém que não dê o seu consentimento, ou quando esse comportamento causa sofrimento ao próprio indivíduo que o realiza.

Pensamento do Dia: O BDSM, tal como outros temas em torno do sexo, levanta questões pertinentes. É a através da clarificação de ideias e do debate de conceitos e atitudes face à sexualidade humana que é possível chegar à compreensão desta. Estará a variabilidade de culturas, crenças e valores directamente ligada a um leque de opiniões tão distinto? O que é o "socialmente correcto"? Os critérios de normalidade são imutáveis? Se não o são, até que ponto um "rótulo" é válido? Questões, sim... mas de fundo!

Temos dito.

Ass: Grizo e Mercador

pregado por Alfinete de Peito às 22:34

link da posta | Espeta um comentário | Junta-o aos melhores!
|
19 comentários:
De Betty Branco Martins a 20 de Fevereiro de 2006 às 18:24
Penso que será muito difícil chegar à compreensão da sexualidade humana que é – simples – mas altamente complexa para a maioria das pessoas. Ou estou a exagerar?

Parabéns ao Grizo e Mercador por este excelente post.

Beijinhos para os dois:)

Boa semana
De Afrodite a 20 de Fevereiro de 2006 às 23:04
embora tais termos e práticas não me sejam nada estranhos, detive-me a imaginar um dildo visivelmente ensonado... deve ser assim como um ... esqueçam....

também fiquei impressionada com o MBA em Shibari (eu tirei o meu mais pertinho, aqui em Barcelona)
De Titas a 20 de Fevereiro de 2006 às 23:10
isto é o que se chama viveres e aprenderes!

Eu entendi praticamente tudinho não sou burra, que não sou, não senhor), mas que fiquei à nora com esse tal de dildo switcher, lá isso fiquei.

Comutador de vibradores? Muito grata ficaria pela vossa explicação.
De Maria Bolacha a 21 de Fevereiro de 2006 às 08:12
Graças ao vosso competente serviço de informação já não morro tão estúpida.
De Ricardo a 21 de Fevereiro de 2006 às 09:22
uma coisa é certa, em pleno sec XXI ainda há mto preconceito em rel ao sexo e às suas variantes sejam elas de q tipo forem... se dá prazer pq não fazer... se ambos o pretendem, acho q n deve haver limites... e será q o q é normal não é menos normal para outros com outro tipo de ideias?... lol ;-)
De O Micróbio a 21 de Fevereiro de 2006 às 11:33
Mas que grande alfinetada... :-)
De Keimadela a 21 de Fevereiro de 2006 às 13:33
O desconhecido causa imensas sensações, e muitas vezes é incompreendido! Essas perguntas jamais terão apenas 1 resposta. É a mente humana...e ainda bem que não é fácil de explicar e perceber, senão onde estaria a piada disto tudo?

Um abraço com uma "raquetada" nas vossas naldegas esquerdas ;)

Numenesse
De Thiago Forrest Gump a 21 de Fevereiro de 2006 às 14:30
Sem comentários. :D
De zé das loas a 21 de Fevereiro de 2006 às 16:45
"Filho de uma Grande Meretriz S&M!..." eheheh. Isto é que vcs estão modernos...

Não me lixes, pá! vai pelo meu amigo "remédios" ... rss

Abraços
De Neith a 21 de Fevereiro de 2006 às 22:06
Gargalhadas...este post está simplesmente fantástico!! Um beijo enorme :))

Espeta-o

Contacta o Alfinete

Mail: blogalfinetedepeito arroba sapo ponto pt
Msg: alfinetedepeito arroba gmail ponto com
RSS: RSS do alfinete

Google Reader or Homepage
Subscribe in NewsGator Online
Add to Technorati Favorites!
Get RSS Buttons
online

tags

todas as tags

Pesquisa no Alfinete

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Achtung!

Todo e qualquer conteúdo deste blog é fictício, até os seus criadores.

Descubra os Alfinetes!

GRIZO
Delírios verborreicos e silêncios criativos. Adoro ver em ângulo morto e desmontar maratonas de 500 metros. Tenho dito.

MERCADOR
O meu passatempo favorito é fazer omoletas sem ovos. Adoro e ao mesmo tempo odeio pessoas. Gosto de olhar e ver e de pôr a minhoca de molho. Tenho dito.

TOBIAS
Diagnosticado, com pensamento abstracto, possuo também inteligência, humor e acima de tudo beleza (para compensar a ausência nos restantes). Tenho dito.

Amigos do Peito

Alfinetes no Palheiro