Terça-feira, 18 de Julho de 2006

BADOXISMO

Hoje o Alfinete de Peito apresenta a crónica da nossa última aquisição, Alcides Carruncho, o nosso repórter in-social. Constam do seu curriculo os mais diversos boatos, fofocas e mal-dizeres sobre os Vip’s tugas. Vamos ver o que daqui sai…

Se Shakespeare fosse vivo e adaptásse a sua mais famosa obra, Romão e Juliana, à sociedade do séc XXI, soaria a algo do género: “Ser ou não ser badoxa? Eis a questão.”

Uma pessoa só é badoxa se quiser, não é algo de carácter obrigatório como a escolaridade. Ser badoxa não tem nada a ver com a obesidade, mas sim com o simples facto de que cada vez mais pessoas engordam pelos ouvidos.

As pessoas acreditam em tudo o que lhes dizem. Pode até ser a maior mentira jamais dita, mas se for bem contada não há quem não acredite. Por exemplo, não há quem acredite que o Conde White Castle gosta de mulheres…pedimos perdão, verificámos nas revistas da nossa banca e afinal existe…a múmia da esposa que anda sempre com um sorriso na cara. Ficámos na dúvida se seria das 200 plásticas que fez ou do vibrador a pilhas “Duracel” que tem nas mala.

Existem até algumas pessoas que engravidam pelos ouvidos, mas vamos deixar isso para a secção de “Pedidos & Rachados” da Maria e da Ana + Badalhoca, onde o sexo via telefone faz mais filhos que um harém africano com o cio.

É do senso comum que, uma mentira contada muitas vezes acaba por se tornar numa verdade universal. Se contarmos algo a uma pessoa tão simples quanto “Nós asseguramos a subsistência económica e social para Portugal”, ao fim de ser contado de boca em boca entre 10 pessoas, o resultado mais provável é o seguinte: “É bom que comecem a pagar muitos impostos ou daqui a nada não há reforma nem subsídios para ninguém.”

Experimentem um dia fazer o teste e vão ver que a mensagem final é bem diferente da inicial. Agora imaginem certas mensagens difundidas a nível nacional.

Hoje em dia existe uma grande preocupação com a obesidade, saúde pública e com os hábitos alimentares. Basta ver aquele “feliz” exemplo do anúncio da água Abuso, em que uma rapariga anorética bebe uma água com sabor a podre para ficar bulímica.

Os sociológos deviam começar a preocupar-se com o badoxismo, um mal que corrompe a nossa sociedade à séculos, mas para o qual têm e muito contribuido as novas tecnologias e os media.

E com isto nos despedimos. Porque quem daqui não é e aqui não mora, o que é que faz que não se vai embora?
O vosso Alcides.

Errata: Devido a problemas técnicos e a um diferendo musical (xiii, que até parecemos uma banda a sério), vamos ter que adiar o lançamento da nossa próxima música, que haviamos prometido no último post. Pelo sucedido, as nossas desculpas.

News: Não percam o novo artigo "CUPIDOMOTOR - Comércio de Relacionamentos, Lda", em mais um dia de Bico D´obra.

Temos dito.
Ass: Grizo e Mercador.
pregado por Alfinete de Peito às 12:46

link da posta | Espeta um comentário | Junta-o aos melhores!
6 comentários:
De SA a 20 de Julho de 2006 às 18:02
enfim, no fundo todos somos um pouco badochas, crédulos em demasia
De AMMedeiros a 21 de Julho de 2006 às 15:27
:)))))))))))))
Um beijo
De sonia a 24 de Julho de 2006 às 23:29
Eu até posso ser uma gorducha... mas não sou uma badocha. ehehe
beijinhos
De ninfa a 26 de Julho de 2006 às 21:24
genial como sempre :) só não concordo que as novas tecnologias e os medias sejam responsaveis por um aumento do badoxismo. Quem verdadeiramente quiser ficar informado só tem de procurar a o conteudo em media paralelos, os quais também são cada vez mais.
Resumindo, a culpa é dos próprios badoxas, e de mais ninguem.
De O Micróbio II a 27 de Julho de 2006 às 11:50
E ainda dizem que a "baleia azul" está em extinção... :-)
De Sou o eco de mim mesma! a 29 de Julho de 2006 às 10:44
este texto abriu-me o apetite, bora lá comer um hamburguer e umas batastas fritas, embebidos naquele molho vermelho... ;)

Espeta-o

Contacta o Alfinete

Mail: blogalfinetedepeito arroba sapo ponto pt
Msg: alfinetedepeito arroba gmail ponto com

tags

todas as tags

Pesquisa no Alfinete

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Achtung!

Todo e qualquer conteúdo deste blog é fictício, até os seus criadores.

Descubra os Alfinetes!

GRIZO
Delírios verborreicos e silêncios criativos. Adoro ver em ângulo morto e desmontar maratonas de 500 metros. Tenho dito.

MERCADOR
O meu passatempo favorito é fazer omoletas sem ovos. Adoro e ao mesmo tempo odeio pessoas. Gosto de olhar e ver e de pôr a minhoca de molho. Tenho dito.

TOBIAS
Diagnosticado, com pensamento abstracto, possuo também inteligência, humor e acima de tudo beleza (para compensar a ausência nos restantes). Tenho dito.

Amigos do Peito

Alfinetes no Palheiro