Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

...E O CA**LHO!

Todos os dias ando no metro de Lisboa. Ontem estava sossegado no meu canto a ler até que me deparo com uma ave, infelizmente não tão raro quanto seria expectável. O que é que esta besta tinha de diferente de muitas outras? Este artista de circo acabava todas as frases com “...e o ca**lho!

 

O diálogo a que pude assistir (e o resto da carruagem, falavam ligeiramente alto, deviam ser meios surdos ou ter cera acumulada nos ouvidos) durante duas estações (felizmente) foi o seguinte:

Gajo – Ontem foi ao hi5 e o ca**lho!

Amigo do Gajo – E então...foste falar com gajas?

Gajo – Fui, estive a falar com a tipa do outro dia e o ca**lho!

Amigo do Gajo – E vais conseguir sair com ela?

Gajo – Penso em sexo com ela e o ca**lho!

Amiga do Gajo – E o Benfica ontem, quem é que marcou os golos?

Gajo – Quem é que marcou os golos? Ficou empatado és mesmo burra e o ca**lho!

Amigo do Gajo – Yah!

Amiga do Gajo – Não sabia, foi porque não vi o jogo!

Gajo – Caga nisso! Vamos sair! (não sei como é que ele não acabou esta tirada com o “...e o ca**lho!”, deve ter-se esquecido.)

 

Finalmente saíram e pude continuar a ler. Li mais umas páginas e o ca**lho! E cheguei ao meu destino.


Pensamento do Dia: Sem comentários!

Temos dito.

Ass: “Um de nós”

sinto-me: palavrão
música: Paradise Lost - The Enemy

Contacta o Alfinete

Mail: blogalfinetedepeito arroba sapo ponto pt
Msg: alfinetedepeito arroba gmail ponto com

tags

todas as tags

Pesquisa no Alfinete

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Achtung!

Todo e qualquer conteúdo deste blog é fictício, até os seus criadores.

Descubra os Alfinetes!

GRIZO
Delírios verborreicos e silêncios criativos. Adoro ver em ângulo morto e desmontar maratonas de 500 metros. Tenho dito.

MERCADOR
O meu passatempo favorito é fazer omoletas sem ovos. Adoro e ao mesmo tempo odeio pessoas. Gosto de olhar e ver e de pôr a minhoca de molho. Tenho dito.

TOBIAS
Diagnosticado, com pensamento abstracto, possuo também inteligência, humor e acima de tudo beleza (para compensar a ausência nos restantes). Tenho dito.

Amigos do Peito

Alfinetes no Palheiro